Programas sociais mantidos pela Igreja Universal do Reino de Deus já doaram 359 toneladas de alimentos, em cestas básicas e em produtos in natura (frutas, legumes e hortaliças), a famílias carentes. São pessoas que estão impedidas de trabalhar com as restrições impostas por estados e municípios brasileiros, para evitar a propagação do novo coronavírus.

A partir do fechamento obrigatório de praticamente todo estabelecimento de comércio ou serviço, além da recomendação para que a população não saia de casa, a crise econômica que se anuncia para o Brasil afeta, em primeiro lugar, os mais carentes. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, neste momento, o país já tem 12 milhões de desempregados e 38 milhões de trabalhadores informais, ou que se mantém com subempregos, e que podem estar sem qualquer fonte de renda para sobreviver.

Para atender esse segmento social mais fragilizado e que necessita de ajuda urgente, os programas sociais da Universal estão reforçando as ações humanitárias e distribuindo alimentos e materiais de higiene e limpeza.

Ao todo, foram beneficiadas 176 mil famílias de todos os estados e do Distrito Federal, apenas no mês de março.

São 74 mil voluntários mobilizados para salvar vidas de quem está impossibilitado de garantir o próprio sustento.